Telefone
São Paulo (11) 3191-5000
Ribeirão Preto (16) 3441-1189

A OMA na mídia

Barulho em Condomínios

Cartilha para conscientizar moradores quanto à questão do barulho

-

O problema do barulho excessivo que incomoda os vizinhos não se restringe a uma questão de estar cumprindo ou não o Regulamento Interno. É, antes de mais nada, uma atenção para com o outro: adequar seu conforto ao conforto do vizinho.

Por isso, sempre que for fazer uma festa, uma reunião ou qualquer outra atividade mais ruidosa, pense em quem você pode estar incomodando: um vizinho que pode ter filhos pequenos, ou que pode estar cansado e tentando dormir, ou tentando ver um filme sem conseguir…

Portanto, use sua inteligência em favor do bem comum, evitando conflitos desnecessários: avalie se o condomínio é realmente o local adequado para o ruído que você vai produzir.

REFORMAS

Para reformas, ou mesmo para pequenas intervenções como mudança de móveis de lugar ou trabalho com furadeiras, utilize o horário comercial, fora do fim de semana, para incomodar o mínimo possível.

Lembre-se que mesmo durante o dia há um limite para o ruído emitido.

VIZINHO DE BAIXO

Muitas vezes seu vizinho do andar de baixo pode se incomodar com ruídos freqüentes como o barulho de um salto alto, móveis sendo arrastados ou crianças correndo. Essa situação é extremamente comum, e pode acontecer até por causa da falta de isolamento acústico na construção. Para contornar esse problema e evitar brigas, pense em soluções alternativas, como restringir o horário desse tipo de ruído, ou mesmo colocar tapetes ou carpete para abafar e isolar os sons.

SOM ALTO

Todo mundo gosta de música, mas pode gerar bastante incômodo o som produzido durante estudos e ensaios de um instrumento musical. Mais uma oportunidade para exercitar sua criatividade e respeitar os ouvidos alheios: estabeleça um horário razoável para sua prática, e tome medidas para isolar acusticamente o local onde ela se realiza.

O mesmo vale para som mecânico – pode ser que seu vizinho não esteja disposto a ouvir sua música preferida a qualquer momento no volume máximo. Lembre-se de que nos horários mais silenciosos – entre as 22 h e as 9h do dia seguinte – a maioria das pessoas está dormindo, ou tentando!

Usando seu bom senso e aguçando seu olhar para o outro, para o bem comum, você não terá de se preocupar com advertências, multas, “caras feias” e outras conseqüências desagradáveis. Muito pelo contrário: você estará contribuindo para melhorar o humor dos seus vizinhos.

ÁREAS EXTERNAS

É inevitável que áreas de lazer como quadras, playgrounds e churrasqueiras sejam fontes de ruído durante o uso. Mas todo condomínio deve limitar o horário de uso em seu Regulamento Interno, além de colocar sinalizações lembrando que certos limites de barulho devem ser respeitados, principalmente no uso de aparelhos sonoros na churrasqueira e piscina. O horário convencional para uso destas áreas costuma ser das 10h às 22h, salvo exceções como dias específicos: aniversários, festas, eventos, etc. Ao estabelecer no regulamento horários que extrapolem esta faixa convencional, o condomínio estará agindo com padrões fora do comum. Esta prática, possivelmente, poderá trazer incômodos a alguns moradores, principalmente os dos andares mais baixos.

Fonte: www.sindiconet.com.br

Compartilhar