Telefone
São Paulo (11) 3191-5000

A OMA na mídia

Como decorar a casa para festa com temas infantis

Relembre como era antigamente e como a decoração é feita agora

 

Familiares e amigos em volta da mesa, todos com chapeuzinhos de aniversário e línguas de sogra. O parabéns é na frente daquele enorme bolo quadrado feito por uma das tias, enfeitado com canudos de plástico e rodeado por brigadeiros enrolados um dia antes. A decoração é basicamente composta por balões. Muitos só vão lembrar dessa cena olhando fotos mais antigas, mas eram assim as festas há pelo menos 30 anos.
Hoje tudo mudou, há empresas especializadas em salgados e doces, animação, decoração (sempre com algum tema, personagem), bolo, lembrancinhas. Dificilmente é a família que faz os preparativos, tudo se compra pronto. Veja como era antigamente e como se faz agora:
(Foto: Shutterstock)

Decoração

Como era: Qualquer tipo de decoração que usasse letras, como colocar o nome do aniversariante na parede, era feita com isopor, cortado em casa, com faca quente. Para dar brilho eram usadas purpurinas e lantejoulas. O papel crepom era indispensável, servia para a toalha da mesa, para forrar a parede e o que mais precisasse. Copos com guardanapos dentro e canudinhos coloridos formavam a decoração, cujo ponto alto eram balões espalhados.
Como é: Toda festa infantil hoje tem um tema, que geralmente parte de um personagem de desenho animado que está na moda. A partir daí a decoração é pensada. Mas não precisa de muito esforço (dinheiro, sim!), praticamente todos os personagens do momento são encontrados estampados em copinhos, pratinhos, toalhas etc. Para o nome do aniversariante, não só se vende as letras prontas como elas podem ser encontradas com todo tipo de cor, brilho e até iluminação.

Fotos

Como era: Não se usava fotos em decoração, afinal, até revelar, ver se estão boas…
Como é: Hoje é praxe espalhar fotos das etapas da vida da criança pela casa e até fazer uma sessão exclusiva um dia antes só para expor a belezura aos convidados.

Mesa do bolo

Como era: Era a mesa da cozinha mesmo, forrada com papel crepom ou laminado.
Como é: Considerado o item mais importante da festa, onde serão feitas as fotos, precisa estar impecável. Geralmente é repleta de personagens, desenhos com balões, cubos, aparadores. As famílias costumam contratar empresas só para a montagem da mesa.

Bolo

Como era: A avó fazia, quadrado, enorme e enfeitado com granulado e canudos. Geralmente branco ou de chocolate.
Como é: Podem ser verdadeiras obras de arte (e tem até os cenográficos). A maioria é com pasta americana, que possibilita desenhos perfeitos. A variedade de cores, formatos e sabores também é incrível.
(Foto: Reprodução)

Fantasias

Como era: Não era comum. Os pais arrumavam as crianças com “roupinhas de festa”, aquelas guardadas para ocasiões especiais.
Como é: Tem até convite que pede o traje: minions, super-heróis etc. Todas as crianças vão fantasiadas de acordo com o tema.
Lembrancinhas
Como era: As balas de coco caseiras enroladas em papel com franjas eram a sensação no final da festa. A criançada enchia as mãos. Mas tinha ainda aqueles saquinhos fechados com lembrancinhas surpresa (geralmente balas também).
Como é: Costuma ter um espaço na saída só para as lembrancinhas, que até fazem parte da decoração. Hoje são encomendadas de acordo com o tema da festa e podem ter de pão de mel a brinquedos.
Fonte: Zap Imóveis.

 

Compartilhar