Telefone
São Paulo (11) 3191-5000

A OMA na mídia

Devo comprar ou alugar um imóvel? Descubra qual das opções é mais vantajosa

Lembre-se: o dinheiro utilizado para pagar o aluguel não tem nenhum retorno financeiro; por outro lado, nem sempre um imóvel será valorizado e gerará lucro ao ser vendida. Confira outros pontos positivos e negativos

São diversos os questionamentos que podem surgir na mente de quem pretende se mudar de casa, a gente sabe. E uma das grandes dúvidas do consumidor brasileiro é saber se é ‘hora de comprar’ ou alugar um imóvel. Para decidir, é preciso ver diversos fatores e colocar tudo na balança – sempre visando suas condições pessoais.

Tentando responder um pouco dos questionamentos em torno dos imóveis, especialistas da construtora Trisul elaboraram uma lista completa para ajudar o consumidor a decidir se deve comprar ou alugar um imóvel, ressaltando pontos positivos e negativos de cada escolha. Confira abaixo:

Como saber se é o momento certo para comprar ou alugar?

Antes de qualquer coisa, é necessário saber se você deve tomar essa decisão nesse momento. Ou seja, questões essenciais sobre como as parcelas do imóvel ou do aluguel impactariam no seu orçamento, como está o mercado de imóveis no período e o que será melhor em longo prazo já devem estar bem esclarecidas em sua cabeça para que nenhuma decisão seja tomada de forma precipitada.

Com isso, a escolha estará pautada em razões sólidas.

Analise o seu perfil para saber se aluguel ou compra de imóvel vale a pena

Outro fator determinante para resolver a questão é o perfil da pessoa. Para jovens que moram sozinhos e que não pensam em fixar residência, por exemplo, comprar um imóvel não será um bom negócio.

Por outro lado, quem deseja permanecer em um mesmo lugar por um longo prazo pode ter melhor perfil para pensar em comprar a casa própria. A mesma escolha pode ser feita por um casal que não tem filhos, mas que pretende aumentar a família em breve.

Alugar x Comprar: vantagens e desvantagens ‘básicas’

Alugar um imóvel é uma boa opção para quem ainda não tem condições financeiras para construir ou mesmo adquirir um imóvel pronto. Afinal, com essa escolha, o inquilino fica livre de gastos como manutenções e reformas, que devem ser feitas impreterivelmente ao longo dos anos.

Porém, o dinheiro utilizado para pagar o aluguel não tem nenhum retorno financeiro e os reajustes anuais sobre as parcelas encarecem o orçamento doméstico. Acrescente a essa negativa, o fator “instabilidade”, uma vez que, se o proprietário quiser, ele pode não renovar o contrato e, então, você precisará encontrar outro espaço.

Em contrapartida, imóveis próprios trazem uma perspectiva mais estável. Além disso, o dinheiro injetado em reformas e melhorias na propriedade não é totalmente perdido, pois agrega valor ao imóvel.

Agora, a grande desvantagem desse investimento é que, no caso de uma venda, o proprietário pode não conseguir lucro sobre a quantia investida devido à desvalorização imobiliária. Que não é rara.

Analise os benefícios de comprar um imóvel e veja se isso faz sentido a você

Entre os aspectos que se deve levar em conta na hora de  comprar um imóvel está a valorização da região, em longo prazo, com a atração de investimentos imobiliários e comerciais, o que tornará a residência mais cara.

Além disso, também deve ser levado em consideração que, ao comprar uma casa, há a liberdade para personalizar os cômodos conforme a vontade e a necessidade da pessoa.

Faça as contas e decida entre comprar ou alugar um imóvel

De acordo com especialistas da construtora Trisul, é muito comum as pessoas ‘pularem’ a etapa de fazer as contas, mas essa etapa é, claro, essencial para decidir o que é melhor a se fazer.

Para começar, é preciso ter as contas no papel e saber exatamente a taxa de juros que incidirá sobre o valor do imóvel ao longo dos anos.

Sendo assim, caso o custo total do financiamento seja superior à soma das parcelas do aluguel e dos reajustes, talvez seja melhor adiar um pouco a compra do imóvel. Além disso, os especialistas dizem que, se houver a possibilidade de usar o FGTS, é interessante, por hora, continuar no aluguel . Uma vez que, futuramente, o comprador poderá unir o dinheiro poupado com o FGTS para fazer a aquisição.

E você, já sabe se vai comprar ou alugar um imóvel?

 

Fonte: SOS Consumidor.

Compartilhar