Telefone
São Paulo (11) 3191-5000
Ribeirão Preto (16) 3441-1189

A OMA na mídia

Guia básico da reciclagem: saiba como reaproveitar e reciclar uma série de itens do dia a dia

De acordo com o Instituto GEA, são coletados diariamente 14 milhões de quilos de lixo apenas na cidade de São Paulo, e a quantidade só vem aumentando. Por isso, é muito importante o desenvolvimento de programas de reciclagem por parte do governo, mas também com a colaboração da população. A iniciativa começa em casa e você tem muitas possibilidades para ajudar no combate contra o acúmulo de lixo. Entenda mais sobre os problemas do desperdício:

Papel

Além da quantidade de árvores necessária para sua produção, seu desperdício pode gerar muitos problemas, como: servir de combustível para incêndios incontroláveis; liberação de dioxinas e metais provindos das tintas e revestimentos.

Dicas e Alternativas:

  • Use sempre os dois lados do papel
  • Imprima só quando necessário, e procure sempre revisar os textos antes de imprimir
  • Prefira o papel reciclado
  • Use como rascunho os papéis que são entregues na rua
  • Separe os papéis, caixas e embalagens de papel para reciclagem

Plástico

O plástico, apesar de ser um material altamente utilizado e muito prático no nosso dia a dia, é um material que produz altos impactos do início ao fim. Difícil de ser compactado, esse material ocupa muito espaço em aterros, além disso, possui um processo lento de degradação e decomposição, podendo durar mais de 100 anos. E a sua queima provoca a liberação de uma fumaça tóxica.

Dicas e alternativas:

  • Compre apenas sacolas plásticas recicladas
  • Reutilize ao máximo e evite jogar no lixo sacolas e/ou embalagens plásticas. Potes ou garrafas podem ser usadas como contêineres para alimentos e bebidas
  • Separe sempre o material para reciclagem

Vidro

É necessário sempre tomar cuidado em seu descarte, pois pode causar danos aos coletores de lixo. Não polui o solo, água ou ar, e não se decompõe e nem se desfaz na queima, podendo apenas derreter. Na maioria dos incineradores, é necessário a triagem dos vidros para evitar problemas operacionais.

Dicas e alternativas:

  • Reutilizar sempre que possível
  • O vidro é 100% reciclável, isto é, uma garrafa de vidro pode se transformar em outra garrafa novinha sem perda de qualidade. Recicle sempre e procure separar vidros coloridos de vidros transparentes.

Metal

Material de decomposição lenta e que ocupa muito espaço. A queima contamina as cinzas que podem se tornar tóxicas devido à concentração de metais. Além disso, não reduz muito o volume.

Dicas e alternativas:

  • Recicle, mas fique atento na hora de separar, pois latas que continham produtos tóxicos, como tintas, não podem ser colocadas na reciclagem com outros tipos de embalagens de metais. E procure lavar bem os materiais.

Lixo Orgânico

Atrai animais e insetos, e produz gases em seu processo de decomposição. Quando compactado, esse processo é mais lento.

Dicas e alternativas:

  • A solução é compostagem, devolvendo assim os nutrientes para o solo. Reutilize como adubo para seu jardim.
  • Evite também cozinhar ou comprar comida em excesso, estando sempre atento aos prazos de validade.

Têxteis

A queima de poliéster, carpetes e tapetes de nylon, e vestimentas de plástico (como sapatos) pode produzir fumaças tóxicas.

Dicas e alternativas:

  • Reuse
  • Doe para quem precisa

Móveis

Armazenamento de móveis pode atrair ratos que carregam doenças.

Dicas e alternativas

  • Reuse e use sua criatividade para renová-lo
  • Doe para quem precisa

Resíduos domésticos perigosos

(tintas, pesticidas, herbicidas, querosene, acetona, vernizes, detergentes, medicamentos, produtos de limpeza, etc.)

São tóxicos, poluem solo, água e ar. Em reação, podem causar incêndios e explosões. Deve-se ter cuidado no manuseio, pois são substâncias que podem ser prejudiciais à saúde.

Dicas e alternativas:

  • Sempre faça o devido uso desses materiais, e fique atento a alertas de produto inflamável, corrosivo, tóxico ou explosivo
  • Separe do lixo comum
  • Procure utilizar os menos tóxicos (em geral, a base de água)

Eletrodomésticos

São volumosos e dificilmente compactados. Em geral, são feitos de metal e não podem ser queimados. Alguns modelos mais antigos contêm freon, gás a base de clorofluorcarbonos (CFCs), que são prejudiciais à camada atmosférica e à saúde.

Dicas e alternativas:

  • Doe para quem precisa
  • Separe e recicle como material de sucata
  • O freon deve ser removido por um técnico qualificado

Eletrônicos

Contêm metais pesados e produtos químicos prejudiciais ao meio ambiente.

Dicas e alternativas:

  • Reutilize
  • Doe para quem precisa
  • Procure centros que coletem este tipo de material

Construção e Demolição

O descarte inapropriado do entulho, isto é, restos de construção, causa problemas para a qualidade da vida urbana como transporte, enchentes e proliferação de doenças.

Dicas e alternativas:

  • Reaproveite ao máximo
  • Doe o material para quem precisa
  • Recicle! 90% do entulho pode ser reciclado e reaproveitado para novas construções

Carros velhos e baterias

Carros abandonados ocupam muito espaço, são caros para o transporte e reciclagem. As baterias corroem, liberando metais pesados e ácidos, e sua queima pode criar gás venenoso, outros fluídos podem também contaminar águas subterrâneas. E os pneus acumulam água que atraem mosquitos transmissores de doenças.

Dicas e alternativas:

  • Doe
  • Repare
  • Venda as partes e separe metais para reciclagem
  • Retire baterias, fluídos e pneus e procure lugares que recolham esses tipos de materiais.

 

Fonte: www.ecycle.com.br

 

Implante a coleta seletiva de lixo no seu condomínio: consulte o Guia Prático OMA de Implantação de Coleta Seletiva em Condomínios: www.oma.com.br/coleta-seletiva

Compartilhar