Telefone
São Paulo (11) 3191-5000

A OMA na mídia

Cuidados necessários ao transportar animais no elevador

A presença dos pets, cada vez mais, ultrapassa o ambiente doméstico. Eles já fazem parte do dia a dia das pessoas. Entretanto, para garantir a segurança e o convívio saudável algumas regras precisam valer.
Além de bons companheiros, bichos de estimação podem ser muito benéficos à saúde das pessoas. Ainda assim, há quem se sinta incomodado com a sua presença. Para evitar conflitos, sobretudo entre quem mora em condomínio e quaisquer riscos ao transportar animais no elevador, é importante que os seus tutores respeitem as regras e sigam algumas dicas de segurança.
A primeira delas é guiar-se pelo bom senso. E ela se aplica nos cuidados com a higiene do pet, no compartilhamento dos espaços públicos e na segurança, tanto para as pessoas quanto para os animais de estimação.
Afinal, não podemos nos esquecer de que o condomínio e a vizinhança são espaços compartilhados. Sem o devido respeito e a grande circulação de pessoas e animais nestes ambientes a convivência seria bastante problemática.
OS PETS MARCAM PRESENÇA NOS LARES BRASILEIROS
No Brasil, cães e gatos parecem ser uma paixão nacional. De cada 100 lares, em média 36 deles possui pelo menos um dos bichos citados (IBGE 2015). A presença deles supera inclusive a de crianças até os doze anos.
No total, são aproximadamente 22,1 milhões de felinos e 52,2 milhões de cachorros no país, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET).
Tudo isso faz com que o Brasil ocupe a 4ª colocação no ranking de maior população de animais de estimação do mundo. Um mercado que movimenta nada menos que 16 bilhões de reais a cada ano.
REGRAS PARA UMA BOA CONVIVÊNCIA EM CONDOMÍNIOS
De acordo com os números apresentados, fica nítido perceber que a presença de animais de estimação nos lares brasileiros é enorme. O que talvez justifique o fato dos animais domésticos estarem no centro de muitos conflitos entre vizinhos, sobretudo quando se mora em apartamento.
Cada condomínio possui suas regras, ainda assim, os animais domésticos não podem ser proibidos de circular ou morar com seus donos em apartamentos.
Portanto, deve-se observar o que diz a convenção do condomínio sobre a presença dos pets no apartamento e nas áreas comuns para não infringi-las.
Acordos amigáveis, mantidos dentro do condomínio, são sempre menos danosos do que levar o conflito para a justiça.
COMO GARANTIR A SEGURANÇA AO TRANSPORTAR ANIMAIS NO ELEVADOR
Além de agir com bom senso e respeitar as regras do condomínio, é importante tomar algumas medidas preventivas. Tudo para garantir a segurança dos pets nesse ambiente, sobretudo ao transportar animais no elevador. Confira algumas dicas:
CUIDADOS NO EMBARQUE E DESEMBARQUE
Ao entrar ou sair do elevador tome bastante cuidado ao transportar animais. Ações preventivas são importantes, especialmente porque guias e coleiras podem não ser identificadas pelos sensores de presença das cabines.

ORIENTAÇÕES SOBRE A PRESENÇA DENTRO DO ELEVADOR
Ao transportar animais no elevador, dê preferência pela cabine de serviço. Ainda assim, leve o seu bichinho junto ao seu corpo na coleira e quando possível, no colo. Uma opção são as caixas ou bolsas de transporte específicas para cães e gatos.
Redobre a atenção também com a higiene dentro do elevador, evitando que o seu animalzinho faça qualquer necessidade ali. Não esqueça também de levar consigo sempre uma sacolinha para recolher os dejetos.
Para finalizar, um questão importante: siga essas dicas se estiver acompanhando de outro morador ou sozinho, na presença do seu pet. Com respeito e gentileza a convivência com animais e seus tutores é sempre mais saudável e harmoniosa.
Fonte: www.vivaocondominio.com.br

Compartilhar