Telefone
São Paulo (11) 3191-5000

A OMA na mídia

ESTÁ MAIS BARATO COMPRAR IMÓVEL HOJE DO QUE NOS ÚLTIMOS MESES

Depois do auge do boom imobiliário nos últimos cinco anos, os negócios do setor esfriaram. A crise político-econômica enfrentada pelo País e as condições de financiamento cada vez mais apertadas têm causado medo de comprar. Com estoques cheios, construtoras e imobiliárias passam por um período de ajuste e buscam formas de seduzir o consumidor, oferecendo melhores preços e produtos.

Em 2014, as vendas de imóveis encolheram 35% no País, segundo a consultoria imobiliára Patrimóvel, e não dão sinal de recuperação. O resultado da oferta de tanto estoque é a desaceleração dos preços. Em fevereiro, o Índice FipeZap – principal referência sobre a variação dos preços de imóveis residenciais brasileiros – indicou que nenhuma das 20 cidades pesquisadas registrou aumento superior à inflação, pelo segundo mês consecutivo. O aumento dos preços no País foi de 0,17%, na comparação com janeiro, e de 5,87%, em relação a fevereiro de 2014.

“Na prática, significa que está mais barato comprar imóvel hoje do que nos últimos meses. Essa tendência deve continuar”, projeta o economista da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Bruno Oliva. Mas o aumento de opções à disposição e os preços atrativos também indicam que é momento para consumidores redobrarem os cuidados antes de fechar negócios.

FONTE: JORNAL DO COMÉRCIO

Compartilhar