Telefone
São Paulo (11) 3191-5000

A OMA na mídia

Soluções para a coleta seletiva em condomínios

A coleta seletiva em condomínios se torna, a cada dia que passa, mais necessária, principalmente nas grandes cidades, onde as estimativas mostram que a quantidade de resíduos deve aumentar a cada ano. Para entender como implantar a reciclagem em condomínios confira os principais passos:

Como implementar a reciclagem em condomínios:

  • Conscientize os moradores e os funcionários
Definir quais materiais serão coletados e orientar os funcionários a não misturar os sacos de diferentes tipos de resíduos são as primeiras medidas. Em seguida, os moradores e funcionários devem ser conscientizados da importância do descarte correto, pois algumas pessoas têm pouco interesse ou nenhuma informação sobre a coleta seletiva em condomínios.

Durante todo o processo é importante manter os moradores informados sobre os passos que estão sendo realizados para implantar coleta seletiva no condomínio, as mudanças que serão efetuadas, os resultados do projeto e sua manutenção.

  • Reserve um espaço adequado para a alocação dos resíduos
Antes de tudo, é necessário lembrar que só se pode implantar a coleta seletiva em condomínios caso haja espaço e condições adequadas. A coleta seletiva em condomínios exige um espaço para a acomodação dos resíduos a serem reciclados; por isso, para implementá-la, é preciso selecionar um espaço adequado para o armazenamento e fluxo de descartes dos condôminos.

Para alocar os resíduos é necessário definir quantos coletores serão colocados e quais serão os modelos, realizar orçamentos para a compra ou pensar em realocar coletores que o condomínio já possui.

É necessário que o ambiente esteja sempre limpo e fechado para evitar o mau cheiro e a entrada de ratos, baratas, mosquitos e outros animais que possam contribuir para o surgimento de doenças. Uma solução usada por alguns prédios ou condomínios horizontais é o uso de contêineres de plástico, equipamento mais fácil de gerir. A norma dos bombeiros proíbe a disposição de qualquer objeto na passagem das escadas. Desse modo, coletores no hall de serviço de cada andar são inadequados. O mais indicado para a adequada disposição da coleta seletiva em condomínios é colocar os contêineres próximos aos elevadores de serviço, ou realocá-los para o subsolo e nas proximidades da garagem.

  • Evite acidentes
Um dos perigos de armazenamento de resíduos é o risco de papéis e plásticos pegarem fogo, pois são materiais de alta combustão e podem causar incêndios. Por conta disso, as seguradoras devem ser avisadas para que haja ressarcimento compatível com o acidente ocorrido. Se não houver o contato, a empresa seguradora pode alegar omissão por parte dos condomínios, gerando mais problemas para todos os envolvidos. Procure evitar esse tipo de acidente mantendo os contêineres armazenadores de papéis, papelão e plástico longe de fontes quentes.
  • Destine correta e periodicamente
Não adianta fazer a seleção dos resíduos para a reciclagem se eles não forem destinados correta e periodicamente. É preciso dispor de local adequado onde os resíduos serão efetivamente reciclados. Entenda melhor como fazer isso no tópico abaixo:
  • Contrate uma empresa de reciclagem de confiança
Em muitas cidades do país, as prefeituras municipais, por meio de órgãos competentes, possuem serviço de coleta que atendem a prédios e casas dos moradores que selecionam resíduos para a reciclagem. Outra saída é levar os resíduos para os Postos de Entrega Voluntária (PEVs). Entretanto, em algumas regiões, os condomínios não são atendidos por esse tipo de serviço. Nesse caso, é preciso contatar empresas de confiança para que realizem a coleta dos resíduos selecionados para a reciclagem. A relação custo/benefício acaba compensando, considerando o aumento da eficiência do processo, para além de outros benefícios.

Em São Paulo, uma empresa que atua no segmento de coleta seletiva é o Instituto Muda (http://institutomuda.com.br/). Desde 2007, eles realizam o diagnóstico e o projeto para adequar a infraestrutura necessária para acondicionamento dos recicláveis. A implantação inclui palestras e treinamentos, coleta dos materiais recicláveis, relatório mensal de resíduos, além de certificado de destinação correta.

Fonte: https://www.ecycle.com.br

Compartilhar